24 de outubro de 2010

Aventura ao jantar...

Sábado à tarde e ia ficar sozinha para jantar. Resolvi fazer massa de pizza  na máquina do pão. Seria a primeira vez que iamos utilizar a máquina sem ser para fazer mesmo pão. Como esta bela ideia o meu namorado, Jorge, decide ficar para jantar e por isso há que preparar pizza para dois. Pizza para aqui, pizza para ali, lembrei-me de em vez de pizza preparar um calzone. Que grande ideia....

Comecei por fazer a massa na máquina e tudo parecia correr bem, a massa ficou bem fofinha e fácil de trabalhar, apesar de um pouco elástica. Quando ficou pronta, fui estender a massa. Começou a aventura....


Já tinha lido e visto alguns vídeos sobre como estender a massa com as mãos, mas confesso que no final tive de me render e utilizar o rolo da massa, para que fosse mais rápido. Quando consegui que a massa tivesse um aspecto aceitável, apesar de muito longe de parecer um círculo perfeito coloquei os ingredientes que escolhi numa das metades da massa.
Segunda parte da aventura, começou quando quis fechar o suposto calzone, puxa daqui, puxa dali, (a massa realmente não ficou com a consistência apropriada), quando finalmente o consegui fechar e colocar no tabuleiro do forno, tinha tudo menos uma meia lua, mas sim um calzone amassado à granada!!!! Por esta altura julgava eu que a ventura teria terminado, afinal agora era só cozer no forno..... Muito enganada estava eu. A verdade é que deixei a massa, que ao estender ficou demasiado grossa, cozer demais e como resultado tive não um leve calzone, mas sim algo parecido a um pão alentejano com recheio.... apetitoso "ele" (deixei de saber como o chamar) estava, mas ficou muito longe do objectivo do jantar!!!


A receita da massa penso que realmente pode ficar muito saborosa numa simples pizza.

Massa de Pizza (2/3 pizzas):
3 dl de água
1/2 medida pequena da máquina de sal
1/2 medida pequena da máquina de açúcar
1 colher chá de alho picado
1 colher sopa de azeite
Oregãos q.b.
Queijo ralado a gosto
500g farinha
1/2 medida pequena da máquina de fermento seco

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina, tendo o cuidado de no final colocar a farinha e o fermento, por esta ordem, para não interferir na levedação.
Utilizei o programa da máquina descrito como "Massa".

No final, fica uma grande aventura para contar.... e uma grande barrigada de pão alentejano recheado!!!!

Até breve!!

2 comentários:

Filipe disse...

Olha que pelo aspecto das fotos, se eu apanhasse um "ppãozinho" desses no meu prato, não sobrava migalha para contar a história... eheheheheh!

Beijocas e continuação de boas experiências na máquina de pão.

chris disse...

eu gostei muito do seu cantinho e estou te seguindo..