5 de dezembro de 2008

Bolo de tangerina

Um dia desta semana cheguei a casa depois do estágio cheia de vontade de comer um bolinho seco. Mas o que seria?? Não queria um bolo que fosse costume fazer queria inovar. Sentei-me ao computador e comecei a procurar, fui até à cozinha e analisei o que havia disponível. Houve algo que surgiu nas duas pesquisas... tangerinas, mas e agora?? O que fazer com as tangerinas?? Voltei ao computador e fui descobrir uma receita da querida Luna da Quiche de Macaxeira, publicada já em 2006, mas que era exactamente o que eu queria fiz apenas algumas alterações mas muito pequeninas. Lá fui eu...


Bolo de tangerina
4 ovos
2 ou 3 tangerinas
1/2 chávena de margarina derretida
1/2 chávena de leite
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha
1 colher chá de fermento

Descascar as tangerinas, retirando os caroços e a mairia das peles branquinhas (que podem amargar), juntar ao açúcar e aos ovos e bater tudo muito bem para que os gomos das tangerinas se desfaçam (este passo pode ser feito no liquidificador). Depois de batido, juntar o leite e a margarina, e continuar a bater. Por último adicionar a farinha e o fermento e bater até ficar tudo envolvido. Deitar numa forma previamente untada com margarina e farinha e levar ao forno pré-aquecido durante cerca de 40 minutos a 200 ºC (aconselho a fazerem na mesma o teste do palito).

No final é só degustar... fica um bolinho firme, com consistência pouco habitual, mas muito saboroso. Cá em casa desapareceu num instante nem deu para tirar foto da fatia :P

Até breve!



4 comentários:

Magia na Cozinha disse...

Este nunca provei, mas parece muito interessante!
Bjs :)

Anónimo disse...

Oi nina! Adorei a receita mas o meu bolo não ficou firme!Será que fiz alguma coisa mal?


Adília

Mão na Massa disse...

Também nunca provei bolo de tangerina, mas tem ar de ser óptimo!

Bjs

Guida* disse...

Olá Adília!
Realmente esta foi a primeira vez que fiz este bolo e por isso também não lhe sei dizer se a consistência que eu obtive era a certa :P Se calhar a sua é que é e eu é que fiz algumas coisa errada. Não lhe sei mesmo dizer... Temos de repetir a experiência para tirar a dúvida :)

Beijinhos,
Guida*